Quick Anger: Sensores de Movimento

Publicado: 29 de junho de 2010 em Kinect, Motion Sensor, Move, Wii

Não sei quanto a vocês, mas apesar de estar achando o Move, Kinect e já mesmo ter jogado com o Wiimote, sou mais pra oldschool gamer: gosto de sentar num sofá confortável e jogar quieto. O que me parece é que estão querendo avançar num retrocesso. Por quê? Quem é da época do Atari 2600, Master System, Mega Drive e afins, vai ter uma maioria que concordará comigo: quem nunca fez “força” pro lado pra virar o carro no Enduro do Atari, colocando até a língua pra fora, ou pulou junto com o Sonic com o controle na mão quando era criança pra fazer o bicho pular? Bom, o ponto é que quando você fazia isso quando era criança, sempre via alguém (geralmente pai, mãe ou o pentelho do seu irmão ou irmã) pra falar “não precisa fazer isso. Só apertar o botão que ele pula. Você pular junto não vai dar diferença alguma”. Bom, depois de décadas desse mau hábito controlado, agora querem que a gente faça exatamente o contrário.

Vou comprar o Move e muito provavelmente o Kinect quando saírem, mas não sei se vou querer jogar assim todas as vezes. Não sou muito do pensamento de que isso é o futuro. Aliás, que SÓ ISSO é o futuro. Sensores de movimento vieram pra ficar, mas como toda outra tecnologia que anda surgindo hoje em dia, não será um substituto do velho e bom pad (ou controle, ou joystick, como quiserem chamar). Talvez ficarão juntos, sempre como acessórios ou em conjunto com o pad, ao exemplo do SixAxis ou mesmo do próprio Wiimote, que serve perfeitamente como um pad, mesmo não tendo a mesma “pegada” confortável dos pads do 360 e do PS3.

Dá pra dizer que essa E3 foi “A E3” em relação a sensores de movimento. Isso é indiscutível. Muita estratégia de mercado vai ser feita ou refeita através do que saiu dessa E3 sobre essa nova forma de jogar. Resta saber se alguém tem uma bola de cristal pra saber se a Sony e a Microsoft, no futuro, pensam em fazer como a Nintendo e talvez até algo mais radical: abandonar o pad convencional por completo. E falo mesmo: vou ficar triste pra caramba se isso acontecer. Além da baita saudade que vou ter de ter meu momento de sedentarismo com um pad na mão, sentado num sofá e comendo salgadinho.

“Então, Will, o que você acha de jogar em pé?”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s