Xbox 360 S – Melhoras e pioras. Uma análise por quem tem

Publicado: 20 de setembro de 2010 em Kinect, Microsoft, Xbox 360
Tags:, , , , , , , , , , ,

Olá, pessoal! Long time no see! Ocupado pra caramba com estudos pra concursos públicos e acabei ficando fora por todo esse tempo. Mas algumas novidades aconteceram. Uma delas foi que adquiri um Xbox 360 S de 250 GB.

Em junho, na E3 2010, a Microsoft anunciou o novo modelo do Xbox 360. Chamado oficialmente de Xbox 360 S, mas popularmente (e erroneamente) chamado de “sleek” ou “slim”.

Não há nada de “slim” ou “sleek” nele, sendo o primeiro uma designação dada pela Sony para versões um pouco menores dos seus consoles desde o PS2. Ele é pouca coisa menor. A “grossura” do console é a mesma. No entanto, a falta de diferença gritante com os modelos antigos felizmente fica por aqui.

O Xbox 360 S agora é feito de um material muito mais bonito que os antigos, igual ao PS3 Fat. E igual ao PS3 Fat, ganhou botões sensíveis ao toque, sendo eles o botão de ligar/desligar e o responsável por abrir a bandeja do drive de DVD. Conta também com duas portas USB adicionais, sendo duas na frente e três atrás, além de já ter conector específico para o Kinect.

Nos modelos antigos os conectores de vídeo e som eram dependentes dos “dongles”, os cabos que vêm no Xbox 360. Os cabos antigos ainda são compatíveis com o modelo 360 S, mas as melhores saídas estão agora na traseira do próprio console. Agora, saída óptica de som e HDMI (esse, igual aos anteriores) estão na traseira do console. A porta HDMI abaixo da porta SCART e o cabo fornecido com o console AINDA não evita que o usuário tenha que fazer uma gambiarra nada bonita para usar o som via RCA e vídeo via HDMI (confira nas fotos a barreira que colocaram para que isso não seja feito). Falando em cabo, segunda decepção: assim como a Sony, a Microsoft está fazendo a imbecilidade de não mais fornecer cabos de boa qualidade de manufatura e de som/vídeo. Os cabos antigos eram grossos, difíceis de terem seus fios internos quebrados, além do que a maioria sempre vinha com duas opções de conexão: composto (amarelo para vídeo e vermelho e branco para som), que não consegue chegar aos 480p, e componente, que consegue fazer gerar imagens em 1080p, só sendo dependente, claro, de uma TV que suporte a resolução. Ao invés disso, está fornecendo agora somente o cabo com saídas para composto. Pelo menos o componente deveria continuar fornecendo. Há uma diferença no conector da fonte também. Por usar menos energia que os antigos, a fonte também ficou menor e mais discreta, ainda que continue sendo um “trabolhinho”.

Para que o Xbox 360 S tivesse essas saídas adicionais na parte traseira, a Microsoft decidiu fazer o que muitos já estavam fazendo de maneira caseira: tirou os dois minúsculos coolers da traseira e colocou um cooler grande bem em cima do dissipador do processador. Então ao invés do console continuar a confiar no sistema de “túnel de vento” com dois coolers minúsculos trabalhando em altas rotações, coloca-se um maior logo onde o calor é gerado, tendo um sistema de refrigeração muito mais confiável, eficaz e eficiente do que os antigos. E ainda falando sobre refrigeração, há outra novidade no hardware: usando uma nova tecnologia de fabricação, eDRAM, GPU e CPU estão no mesmo die, isto é, a central de processamento do hardware, memória e o processador gráfico estão no mesmo circuito. Como o processo de fabricação de 45nm deixa os componentes muito menores, isso também significa que, apesar de estarem agrupados numa pequena área, geram menos calor, o que por consequência, o console fica mais silencioso.

Silêncio esse que é comparável ao PS3 Slim. Nada se ouve ao ligá-lo, mesmo com um DVD no drive. E mesmo com horas e horas de jogo, o console permanece bem refrigerado e silencioso. A ressalva para o silêncio dele é que, se você rodar algum jogo diretamente do DVD, o drive de DVD é barulhento, bem diferente do caso do PS3, onde rodar um jogo do Blu-Ray ainda é um processo silencioso. No entanto, como o Xbox 360 S tem um grande HD de 250 GB, é só instalar o jogo inteiro no HD e rodá-lo a partir daí, para que se aproveite uma jogatina sem ser incomodado com o som do console ao invés de aproveitar o som do jogo.

E falando em armazenamento, o HD sofreu mudanças também. Ao invés de utilizarem o formato padrão de case dos HDs, o mesmo agora foi parar numa pequena case preta que fica escondidinha dentro do console. É fácil de acessá-lo, de retirá-lo e colocá-lo, não sendo preciso usar nenhuma chave Philips ou de fenda para que se faça a troca dele num futuro. Apesar disso, essa case continua sendo proprietária e não é possível, oficialmente, trocar o HD por um modelo qualquer como acontece no Playstation 3.

Esse modelo que tenho é de 250 GB e lá fora está sendo vendido por módicos 299 dólares. Uma versão de 4 GB que virá para substituir os atuais modelos Arcade, sendo que além da diferença do tamanho do HD, o console virá com uma carcaça fosca ao invés do brilhante black piano. Com o preço de 199 dólares, fica claro que é muito mais negócio investir 100 dólares a mais por mais 246 GB de armazenamento.

O Xbox 360 S não é compatível com os modelos antigos de HD, assim como também perdeu as entradas para os antigos memory cards que acompanhavam os modelos Arcade. Assim, se você possuir um desses memory cards com todos os seus saves, a única saída é comprar um pendrive qualquer e usá-lo como memory card, já que a Microsoft, nos últimos updates, abriu a possibilidade de usar qualquer tipo de dispositivo USB de armazenamento para salvar o progresso dos seus jogos, instalá-los e compra-los via Live. O porém fica pelo limite do tamanho: até 16GB são permitidos. Se você tem um HD externo de 500GB, não adianta plugá-lo no seu Xbox, seja ele o modelo S ou algum antigo, pois ele só usará 16GB.

Uma inovação muito bem vinda no Xbox 360 S e que não deve ser deixada de lado é que tanto a versão de 250 GB como a de 4 GB vêm com WiFi embutido, assim como o PS3. A boa diferença nisso é que o Xbox 360 S conta com suporte a tecnologia WiFi N, que pode chegar a uma velocidade de rede de até 300 Megabit/s. É uma excelente adição, principalmente pra aqueles que têm uma rede WiFi em casa pronta para uso, não querem gastar comprando um adaptador oficial da Microsoft pro Xbox e não têm como passar cabos de rede pela casa só para isso.

A Microsoft planeja lançá-lo oficialmente aqui no Brasil, mas como sempre, o preço não deve ser muito agradável. Estima-se que o preço possa ficar por volta de 1599 reais, o mesmo de um modelo Elite. E como não dá pra fugir do assunto, a Live brasileira está sendo prometida entre Outubro/Novembro.

Se você planeja adquirir um Xbox 360, seja agora ou num futuro próximo, essa é a chance de pegar um com um hardware muito mais confiável do que os modelos Jasper, que já aumentaram significativamente a confiabilidade contra problemas de superaquecimento, além de um console muito mais bonito e preparado para o Kinect. Além do console, acompanham na caixa um controle sem fio preto (que ainda é o modelo antigo, que não sofreu modificações no direcional digital), um headset e o cabo de vídeo composto, além da fonte e manuais. Talvez daqui alguns meses a Microsoft já comece a vender esses modelos com os novos controles com direcionais digitais melhorados, além de fazer outros bundles como o que fez com o do Halo: Reach.

No próximo artigo vou postar o que talvez seja o tutorial mais completo sobre o PS3 Media Server, além de um pequeno review de Limbo e do beta de Zombie Nation. Até a próxima!

===========================================================




comentários
  1. […] Xbox 360 S – Melhoras e pioras. Uma análise por
    quem tem setembro, 2010 5 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s