Brasileiros: a escória do multiplayer?

Publicado: 24 de outubro de 2010 em Geral

Se você perguntar para um brasileiro qualquer na rua qual um dos maiores problemas do nosso povo e do país, certamente algum deles vai te responder “educação”. Brasileiro tem fama de ser um povo mal educado. E não só mal, mas mau educado também. Um povo grosso, rude e que pouco se importa com o coletivo, dando maior interesse quase sempre ao seu próprio umbigo. Claro e obviamente, com as devidas exceções.

E se você pensa que isso não reflete nos jogos, pensou errado. Dá pra bem dizer que não somos um povo muito querido dentro de servidores num geral. Ricardo Bicalho escreveu muito bem sobre isso há algum tempo no Meio Bit, mas é uma pena que isso não desperte interesse geral. Sei de amigos meus que só entram em servers para “trollar” outros jogadores e ferrar com a jogatina alheia. É engraçado? Pra ele sim. E os outros que se ferrem.

Não sei se andaram acompanhando a Blizzcon 2010. Andei dando uma olhada nela, princialmente por conta do Diablo III, já que a Blizzard iria anunciar – e anunciou – uma nova classe para ela. Após toda a parte de explicação pelos devs acerca do jogo e da nova classe, há a sessão de perguntas e respostas (questions & answers ou Q&A). Eis que um rapaz se dirige aos devs e pergunta o seguinte:

– Vocês vão colocar algum elemento PvP no jogo, como arenas, recompensas, armas, vestimentas? Pois na demo PvM não há nada do tipo… E se pudessem falar algo sobre isso…

E um dos devs responde, recebendo alguns aplausos logo em seguida:

– Não haverá qualquer elemento PvP no jogo.

Em seguida:

– Vocês querem brasileiros em Diablo III?

Quase que de forma unânime:

NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO!

Duvidam?

http://www.youtube.com/watch?v=nHeYRQSbUsk#t=11m0s

É uma pena. Pena, pois a maioria que possui um PC hoje em dia para jogos também teve uma certa educação básica, e não só acadêmica, mas de berço. O tal do “bom senso”.

Isso é que a maioria cobra, mas parece que tem vergonha de mostrar. Quantas vezes não vi um novato num server sendo massacrado quando pedia informações sobre algo básico ao invés da galera ajudar? Um povinho “trolla” no server, é banido, chora litros pro server admin pra depois ficar no “é só um jogo, relaxa”.

Pro caralho com relaxa, “mermão”!

Boa parcela que joga deve jogar pra dar uma relaxada do cotidiano. Uns vão fumar, outros abrem uma latinha de cerveja, outros abrem um livro, outros ligam a TV pra ver algo e alguns ligam o console ou o PC pra jogar. Como milhares, encaixo-me na última opção. É um cu – repito, UM CU – você gastar entre 100 e 160 reais num jogo, dependendo do console que tem pagar para acessar a rede online, pra ver um monte de trolls. E quando você vai ver, você está num server que, por conta do ping geral (caso servidor dedicado internacional), está quase que no meio de 80% de brasileiros, onde pelo menos 30% disso é troll. Dá pra jogar? Dependendo do nível de trollagem, rola, mas tem hora que a vontade de quebrar uma cláusula do contrato de uso da rede e mandar um cidadão à merda fala bem mais alto. E aí todo o objetivo de jogar vai por água abaixo.

Sei que não é o melhor dos exemplos, mas povão liga no Zorra Total e dá risada de uma personagem falar “tô pagando!” e nem se toca de que estão rindo da própria merda. Da merda do pensamento que se você está pagando por um serviço, então pode fazer o que quiser nele, inclusive foder com a vida alheia.

Lembrem-se que a Blizzard possui um braço aqui no Brasil. E pra isso ter sido falado abertamente numa conferência da própria empresa sem qualquer tipo de censura do assunto, então isso deixa de ser um simples estereótipo.

Aquela frase “faça a sua parte” é muito batida, mas encaixa muito bem em qualquer situação do tipo. Só de não taxar um “gringo” de filho da puta já é um bom começo, pois já tira a pré-imagem que ele tem da gente por ser brasileiro (que deve ser bem pior do que um simples filho da puta).

Errata: eles REALMENTE falam resilience ao invés de brazilians. No entanto, isso não invalida a ideia e o tema da postagem. Rages à parte sobre isso que devem ser invalidados, a crítica sobre o comportamento do brasileiro no multiplayer continua.

comentários
  1. Johnny C disse:

    quantas vezes não mudei de assunto quando me perguntaram de onde eu era em MMOs da vida… ou então, se me perguntavam depois de jogar muito tempo comigo, eu resolvia falar a verdade e eu não via o povo se admirando e dizendo coisas como “nossa, você é brasileiro? Mas você joga tão de boa!”

    até entre amigos meus no WoW dá pra notar, não só deles com “o resto do mundo” mas entre eles mesmo, essa trollagem e tal… “ahhh você joga no server tal? mas lá só tem bicha!” ou então “você é do clan tal? aqueles caras são um bando de viadinhos…” é ridículo.

    Confesso que esse foi um dos motivos que me levou a abandonar o WoW. Mas a esperança é a última que morre né? Eu sou a favor de punições mais severas contra trolls… mas acho que sou severo demais =p

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Johnny C and Guilherme, Bruno Maeda. Bruno Maeda said: Brasileiros: a escória do multiplayer?: http://wp.me/pYiFl-2l […]

  3. Bruno Porciuncula disse:

    É foda mesmo, mas o cara foi desrespeitoso… até pq eu jogava GTA IV no PC e 90% eram gringos (já que aqui ninguém compra a porra original). E os caras trollavam total.. era um saco jogar….

    Johny C, concordo com você, a punição tem que ser severa mesmo!!!

  4. Junior disse:

    Na verdade a pergunta não foi sobre brasileiros, o “brazilian” q citaram, na verdade é “resilence”, um status no wow reduz danos vindos de outros jogadores.

  5. Junior disse:

    Mais a respeito: http://forums.worldofwarcraft.com/thread.html?topicId=34204271&sid=1

    Mas eu não discordo de vc. Brasileiros são mt mal educados em jogos online ou em rede. Coloco a culpa na galera q jogava CS1.6 e achava q tava abalando…

  6. Vitor disse:

    Ae Bruno, passando pra te convidar a conhecer nosso blog: http://www.casadoquejoga.com ,
    também fiz um post neste mesmo sentido há um tempo. abraço.

  7. Sizi disse:

    O único problema é que no vídeo citado ele nao fala “Brazilians” como o autor menciona, a pergunta foi “Do you guys want resilience in Diablo?”. Resilience é um atributo que reduz dano em combates PvP (player versus player) e a coisa toda nao tem absolutamente nada a ver com Brasileiros e trollagem.

  8. leandrolopesp disse:

    Aperta F10!

  9. Maxuri disse:

    O comportamento de brazucas em MMORPG é péssimo mesmo, muitos brazucas (nem todos são assim) São egoistas, sem educação e arrogantes.

    Já fui tester de 4 grandes jogos e em 3 tive que esconder a nacionalidade, no único que não escondi tive que ouvir “É bom ter brasileiros no teste, assim podemos testar nossas defesas contra cheats e ver o comportamento dos brasileiros”.

    Vergonhoso.

    Colocaram em discução este assum e olha a arrogancia dos players.

    http://forum.lineageii.com.br:81/showthread.php?4659-Bando-de-BR-fdp!!!!!

    Vergonhoso, mas necessário abrir os olhos desta geraçãoY, para que a geração Z não tenha os mesmos problemas.

    #earful

    • Esse tópico nem conta muito, pois foi aberto num fórum específico sobre “flame”. O título do tópico já começa mal e levando a uma interpretação totalmente fora de contexto.

      De resto, do mesmo modo que o brasileiro sofre essa generalização lá fora, estrangeiros sofrem generalizações aqui. E do mesmo modo que também não existem só brasileiros que jogam pra trollar, não existem só estrangeiros que jogam numa boa.

      Não há como generalizar sem colocar as devidas exceções, do contrário eu mesmo estaria me colocando no meio da corja.

      • Sizi disse:

        Eu jogo WoW desde o vanilla e nunca sofri descriminacao devido a minha nacionalidade… nunca escondi que era brasileira e normalmente as pessoas acham apenas curioso, me enchem de perguntas sobre o país e sao sempre amistosos. Concordo que tem brasileiro que adora ser troll, do mesmo jeito que tem gringo que adora também. Se voce joga na boa e tem uma boa convivencia com outros jogadores, nao importa a sua nacionalidade voce será sempre bem recebido.

  10. […] Brasileiros: a escória do multiplayer? outubro,
    201012 comentários 4 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s